sábado, 9 de setembro de 2017

Como Mudar a Senha do WIFI - 192.168.1.1

Não tem jeito: é preciso mudar a senha do WIFI. Isso é sempre o mais indicado e você precisa considerar essa alternativa. Porque, trata-se daquilo que de mais importante existe e isso é necessário ser levado em conta.

Como Mudar a Senha do WIFI - 192.168.1.1
Como Mudar a Senha do WIFI - 192.168.1.1

Porque, quando conseguimos fazer isso é possível seguir em frente e ter condições de usar a internet com mais rapidez. Porque, muitas pessoas usam a internet dos outros e isso causa uma lentidão enorme.

Deixando a conversa de lado vamos aprender como mudar a senha do Wifi.

Como mudar a senha do WIFI

Existem alguns endereços de IP, porém o mais comum é o 192.168.1.1, só que se caso não for esse. Nós explicaremos para você como descobrir o seu, veja abaixo como descobrir o seu ip.

Para descobrir o IP você precisará ir até o pront de comando e digitar ipconfig. O que aparecer no Gateway padrão será o seu endereço de ip. Ele será importante para que você saber como mudar a senha do WIFI

Depois desse processo digite 192.168.1.1 no seu navegador, pedirá um número de usuário você digitará “admin” e senha também digitará “admin”.

Do lado esquerdo da tela é preciso entrar em Wireless, basta clicar na opção Wireless Security, agora basta escolher a opção WPA-PSK/WPA2-PSK e no PSK Password vamos digitar nova senha, agora é preciso salvar nossa configuração clicando em SAVE, nessa janela, está informando que precisamos reiniciar o roteador, clique em OK.

Para reiniciar o roteador vamos na opção System Tools e vamos clicar em reboot, basta clicar em Reboot e aguardar o roteador reiniciar. Pronto, você aprendeu como mudar a sua senha do WIFI.


Por essas e por outras, é que hoje nós te ensinamos a como mudar a senha de WIFI e isso nos orgulha muito.

quarta-feira, 16 de agosto de 2017

Zumbido no Ouvido o Que Pode Ser?

Atualmente as pessoas tem problemas no ouvido e isso se torna um problema sério. Os zumbidos passam a fazer parte dos cabelos das pessoas e muitos não sabem mais o que fazer. Outros tantos, esquecem de consultar um médico e o resultado fica sempre arriscado e isso não é nada bom.

Zumbido no Ouvido o Que Pode Ser?
Zumbido no Ouvido o Que Pode Ser?
O zumbido no ouvido em regra poderá representar um monte de coisas e algumas pode ser bem sérias, porém também poderá ser apenas um problema pontual. No caso, o cérebro poderá não conseguir mais isolar o som e assim provocar o zumbido.


Felizmente, hoje nós decidimos falar mais sobre isso e você é o nosso convidado. Agora vamos direto ao assunto.

Zumbido no ouvido o que pode ser


As causas poderão ser várias e por isso resolvemos citar algumas abaixo:

Exposição prolongada a sons acima de 85 decibéis, problemas de saúde, tais como, alergias inflamação no ouvido médio, diabetes, problemas na área da coluna cervical e medicamentos. Doenças neurológicas, odontológicas e musculares na região da cabeça e do pescoço, além de alterações hormonais, também podem estar ligadas ao problema.

Além disso também poderá ser:


  • Maus hábitos alimentares: consumo abusivo de doces, café e períodos prolongados de jejum
  • Cigarro e bebidas alcoólicas: pioram a percepção do zumbido
  • Medicamentos: uma lista grande que inclui antibióticos, diuréticos, quimioterápicos, AAS (aspirina) e outros anti-inflamatórios em altas doses e alguns antidepressivos.

Por tudo isso é sempre necessário e recomendado que se passe por consultar médicas e que descubra quais são as causas. Além disso, vale sempre tomar alguns cuidados como: sons altos, sujeira, falta de consultas periódicas, tristeza e ansiedade.


Seguindo todos esses passos e indo regularmente ao médico, as coisas ficam mais fáceis e o zumbido no ouvido poderá sumir, o que será excelente para você. Quer saber mais dicas legais? Acesse o PortalBrasil.

terça-feira, 8 de agosto de 2017

Tenho Direito a Restituição do ICMS na Conta de Luz?

Tenho Direito a Restituição do ICMS na Conta de Luz?


A Restituição do ICMS conta de luz é também um direito que você tem e por isso deve ser respeitado. Só que para isso é necessário que você continue por aqui e entenda mais sobre o assunto.

Explicaremos tudo de maneira bem simplificada e objetiva, afinal a ideia aqui é de te mostrar o tanto que isso faz a diferença. Agora, vamos deixar de muita conversa e ir direto ao assunto.

Exemplificando a Restituição do ICMS Conta de Energia

Antes de mais nada é necessário explicar e exemplificar como você poderá fazer o cálculo. Basta substituir esses dados, pelos números que estão na sua conta e o restante da conta continuará o mesmo.

Confira abaixo um exemplo do calculo do ICMS:

Usaremos o seguinte exemplo para te mostrar.

  • Data = 12/2016
  • Transmissão = R$ 7,26
  • ICMS transmissão = R$ 7,26 x 25% = R$ 1,81
  • Distribuição = R$ 44,57
  • ICMS distribuição = R$ 44,57 x 25% = R$ 11,14
  • Encargos = R$ 47,06
  • ICMS encargos = R$ 47,06 x 25% = R$ 11,76
  • Subtotal 12/2016 = R$ 1,81 + R$ 11,14 + R$ 11,76 = R$ 24,71.

Portanto, você teria direito a R$ 24,71 para ter sido devolvido.

Conheça O que é o ICMS?

Oficialmente o ICMS é a sigla que identifica o Imposto sobre Operações relativas à Circulação de Mercadorias e sobre Prestações de Serviços de Transporte Interestadual e Intermunicipal e de Comunicação. É um imposto que cada um dos Estados e o Distrito Federal podem instituir, como determina a Constituição Federal de 1988.

Para atuar em um ramo de atividade alcançado pelo imposto, a pessoa, física ou jurídica, deve se inscrever no Cadastro de Contribuintes do ICMS. Também deve pagar o imposto a pessoa não inscrita quando importa mercadorias de outro país, mesmo sem habitualidade ou intuito comercial.

Como você pode ver nesse artigo o ICMS que você paga todos os meses na sua conta de energia elétrica acaba deixando a sua conta mais ou menos 35% mais cara todos os meses. Com a restituição além de você receber o valor pago pelos últimos 5 anos, você também faz valer o direito de não pagar o ICMS nas próximas contas de energia. Saiba como receber a restituição do ICMS na conta de luz passo a passo com o Guia Restituição do ICMS conta de luz. Clique aqui.


quinta-feira, 25 de maio de 2017

Consultar CPF - Como Consultar CPF, SPC e SERASA

O CPF é um documento muito importante para todo cidadão brasileiro, o CPF é como uma porta de entrada para adquirir diversos financiamentos, realizar empréstimos, fazer aberturas de contas, dentre outros benefícios / serviços básicos ao cidadão.

Consultar CPF - Como Consultar CPF Grátis
(Foto: Divulgação) Consultar CPF - Como Consultar CPF Grátis

Consultas podem ser realizadas para verificar o cadastro de uma pessoa física, verificando se a mesma possui restrições ou pendências financeiras. Deixamos aqui algumas dicas de como consulta CPF. Dicas de consultas pagas e gratuitas.


Consulta CPF Pessoalmente


A consulta pessoal pode ser realizada na CDL (Câmara de Dirigentes Lojistas). Na maioria das CDL's a consulta é realizada de forma gratuita, mas algumas cidades cobram para realizar tal procedimento.

Consulta SPC


O CPF pode ser consultado através da consulta SPC (Serviço de Proteção ao Crédito). Este serviço cobra uma taxa, que pode variar conforme o tipo de consulta. O SPC oferece a possibilidade de obter informações sobre inadimplência de pessoas e empresas, com o valor da consulta partindo de R$ 6,01. O plano de consulta pode ser escolhido através do site https://spcnet.com.br/planos-2.html.

Se o consumidor recebeu uma carta informando que o seu nome está registrado como inadimplente no SPC, o mesmo pode acessar o site: http://www.consultarcpf.online/consulta-cpf/ e digitar o CNPJ da empresa, e a senha de acesso informada na carta, neste caso o consumidor conseguirá visualizar suas pendências econômicas, sem custo.


Consulta SERASA


A consulta SERASA oferece quatro tipos de consultas ao CPF:

· Pessoalmente em qualquer uma das agências Serasa (Gratuito)

· Via carta para Serasa Experian (Gratuito). Instruções para o envio de carta estão disponíveis neste site www.serasaconsumidor.com.br.

· Via procuração (Gratuito). Instruções sobre a procuração estão disponíveis neste endereço eletrônico http://www.serasaconsumidor.com.br/procuracao/.

· Pela internet, neste caso é cobrado um determinado valor. Neste site http://www.serasaconsumidor.com.br/acompanhe-ja-seu-cpf/ o usuário pode escolher um plano, fazer o seu cadastro e ter acesso ao ambiente online para realizar a consulta do CPF e gerar relatórios com a situação do mesmo.


Consulta Boa Vista Consumidor


Pelo site https://www2.boavistaservicos.com.br/consumidorpositivo/, o consumidor pode verificar sua situação cadastral no CPF.


No site, na página inicial, acesse a opção ‘Consulta Gratuita de CPF’.
Em seguida, clique na opção chamada ‘Consultar débitos em meu CPF’.
Logo após, escolha a opção ‘Quero me Cadastrar’.
Preencha todas as informações solicitadas e siga os demais procedimentos indicados no site, no final será gerada uma senha, o consumidor fará uso desta senha toda vez que acessar o site para verificar as pendências relacionadas com o seu CPF. Esta consulta é um serviço gratuito.

sexta-feira, 31 de março de 2017

Pílula do Dia Seguinte - Efeitos Colaterais

O mundo está cada vez mais avançado. Atualmente, existem inúmeros métodos contraceptivos. Portanto, as mulheres ficam grávidas apenas se quiserem. A camisinha e a pílula do dia seguinte são os dois métodos mais usados, sendo que a utilização desta última é recomendada apenas em casos de emergências. A pílula do dia seguinte consiste em composto que impede a implantação do óvulo fecundado na parede do útero. Esse método é totalmente eficaz, mas pode apresentar alguns efeitos colaterais. Então, quer se informar sobre os efeitos colaterais da pílula do dia seguinte? Leia o artigo abaixo.

Pílula do Dia Seguinte

A pílula do dia seguinte é um dos métodos mais seguro para evitar uma gravidez indesejada. Ela é recomendada apenas em caráter de emergência, ou seja, quando a camisinha é corrompida durante o ato sexual ou o coito interrompido foi falho.


 Pílula do Dia Seguinte - Efeitos Colaterais
(Foto: Divulgação)  Pílula do Dia Seguinte Efeitos Colaterais

Efeitos Colaterais da Pílula do Dia Seguinte

Embora a pílula do dia seguinte seja totalmente eficaz e segura, ela pode apresentar alguns efeitos colaterais as consumidoras. É importante ter em mente que esses efeitos colaterais são ocasionais e podem surgir tanto no consumo da pílula de dose única quanto dupla.

Alguns dos principais efeitos colaterais

  • Engorda;
  • Diarreia;
  • Dor abdominal;
  • Náuseas;
  • Vômitos;
  • Dor de cabeça;
  • Cansaço excessivo;
  • Hipersensibilidade nos seios;
  • Sangramento fora do período menstrual;
  • Desregulação da menstruação, podendo adiantar ou atrasar o sangramento. 

Alguns desses efeitos colaterais podem surgir duas horas depois do consumo da pílula e pode durar até dois dias.

Contraindicação da Pílula do Dia Seguinte

A automedicação pode ser um grande problema para saúde das mulheres. Isto porque, muitas vezes, elas são alérgicas à certos compostos medicamentosos e consomem todos os tipos de remédios sem conferir a bula. Portanto, é essencial que leia a bula de qualquer medicamento, seja de prescrição médica ou não. A pílula do dia seguinte pode causar alguns problemas, caso seja utilizada durante a amamentação ou gravidez. Além disso, mulheres com distúrbios metabólicos, principalmente insuficiência hepática, obesidade mórbida, hipertensão, problemas hematológicos e vasculares também devem evitar esse medicamento.