quarta-feira, 20 de janeiro de 2016

ENEM 2016 INEP

O Exame Nacional do Ensino Médio é organizado pelo Ministério da Educação por meio do Instituto de Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira. Trata-se de uma prova que exige muita determinação e foco por parte dos profissionais que fazem toda logística do ENEM. Em 2015 o exame contabilizou mais de cinco milhões de participação nos dois dias de prova. Portanto, o ENEM 2016 e INEP promete torna-se uma referência no que se diz respeito a vestibular de grande contingente.

ENEM 2016 INEP


Antigamente, o objetivo do ENEM era apenas avaliar a qualidade do ensino médio do Brasil. Mas ao passar dos anos foram sendo atribuídas outras funções, como servir de portar de entrada para universidades públicas e federais, assim como a programas sociais educacionais do Governo Federal.

O ENEM tornou-se uma prova tão importante no calendário do estudante brasileiro, que todos os anos é capaz de angariar milhões de candidatos.





Por sua vez, o INEP é o órgão vinculado ao Ministério da Educação que organiza toda logística antes, durante e depois da realização da prova. É por do ENEM que o INEP é capaz de fazer determinada análises do público participante e assim formular políticas públicas para educação, beneficiando o ensino brasileiro.

ENEM 2016 INEP
(Foto: Divulgação) ENEM 2016 INEP


Portanto, está mais que claro que o ENEM 2016 INEP formam uma dupla que se completam. Muitos países têm até se inspirado no caso brasileiro de organização de toda logística deste grandioso evento educacional que ocorre todos os anos.



O INEP desenvolve as questões que são abordadas no ENEM de forma que os participantes sejam instigados a pensar e refletir sobre os problemas que são expostos, não apenas resolver as questões de forma mecânica, como muitos vestibulares fazem. Portanto, para o ENEM 2016 INEP é mais importante avaliar a capacidade do raciocínio lógico do candidato do que verificar os conteúdos passados.

quarta-feira, 16 de dezembro de 2015

Como Acionar o Seguro DPVAT

É muito comum as pessoas terem dúvidas sobre como acionar o seguro DPVAT. Para quem não se lembra, trata-se de um seguro indenizatório para vítimas e para terceiros envolvidos em acidentes de trânsito. Esse seguro é muito importante e foi instituído por lei, por isso se tornou obrigatório, saiba mais a respeito de como acionar quando você tiver direito.

Como Acionar o Seguro DPVAT
(Foto: Divulgação) Como Acionar o Seguro DPVAT

Todos os anos os contribuintes devem efetuar o pagamento do seguro para que ele possa indenizar as vítimas sempre que um acidente ocorrer. A partir do momento em que você deixa pendente o pagamento desse seguro é muito provável que você não receba, caso necessite dele. Como não sabemos quando é que vamos precisar é importante evitar qualquer tipo de atraso para que problemas futuros não aconteçam.

Se você ainda não sabe como dar entrada seguro DPVAT confira as instruções dadas no post de hoje. A grande maioria das pessoas pensa que é necessário fazer a contratação de terceiros para dar entrada no pedido de indenização do seguro DPVAT, mas na verdade esse procedimento não é obrigatório. É de suma importância que você até economize por que é possível que você mesmo de entrada.




Saiba que é um direito seu e que não é necessário efetuar o pagamento para que terceiros possam dar entrada no pedido de indenização. Você só precisará ter a documentação correta para que o pedido seja feito. É dispensável que outras pessoas façam por você.


Como acionar o seguro DPVAT


Para dar entrada no DPVAT confira abaixo a lista de documentos que necessita ser entregue no ponto de atendimento de serviço:

• Documentos de despesas médicas;

• Documentos de invalidez permanente;

• Documentos de comprovação de óbito.

A documentação correta vai depender muito da finalidade do acidente. Se o acidente provocou apenas gastos médicos você deverá levar a documentação comprovando o ocorrido. Se o acidente resultou em morte, você também vai precisar dessa documentação, e isso se aplica também no caso de invalidez. Por isso que indicamos que você leia atentamente as informações presentes no site oficial desse seguro para ter conhecimento dos documentos corretos que devem ser apresentados.

O site do seguro é esse: http://www.dpvatsegurodotransito.com.br/como-dar-entrada-dicas-importantes.aspx


Para dar entrada você deve procurar os postos de atendimentos autorizados levando a documentação correta. No site também é possível consultar os endereços de acordo com a região onde você mora, sempre que tiver dúvidas acesse o site oficial para consultar as informações necessárias. Se tiver dúvidas, entre em contato por telefone.


terça-feira, 15 de setembro de 2015

Calvície Feminina Remedios

A calvície feminina é mais rara que a masculina, mas isso não quer dizer que não possa acontecer com qualquer pessoa. Os fatores sempre variam de indivíduo para indivíduo, mas grande parte concentra-se na rotina de cada pessoa e também na genética.

Seja qual for o motivo para o surgimento da sua calvície saiba que existem métodos que podem reverter esse quadro e acabar com esse problema. Quanto mais cedo a mulher procura tratamento mais chances ela tem de acabar com a calvície.

Calvície Feminina Remedios
(Foto: Divulgação) Calvície Feminina Remédios

Hoje existem muitos tratamentos que podem ser feitos com utilização de cosméticos e também de remédios. No artigo de hoje você irá conferir quais são os tratamentos efetuados com a utilização de remédios. Saiba como funciona e quais os medicamentos disponíveis no mercado que ajudam no tratamento desse problema.


Remédios para Calvície Feminina


Existem muitos casos comprovados de que os remédios para calvície feminina foram positivos, é por isso que eles têm interessado outras pessoas que estão desenvolvendo esse mesmo problema. O importante é experimentar, somente assim você saberá se o remédio proporcionará a eficácia ou não para você.

Sempre bom que esses remédios sejam recomendados por um dermatologista. Esse é o profissional mais indicado para recomendar o medicamento que será mais eficaz para o seu problema e para a gravidade do mesmo. Procure testar, pode ser que você tenha ótimos resultados com a utilização deles.


Existem vários tipos de remédios que podem combater a calvície, a sua composição é formada de vitaminas incentivam o crescimento dos. Componentes como a queratina e cistina são indispensáveis.

Têm várias maneiras de você adquirir esses remédios, alguns podem ser adquiridos prontos ou manipulados. Nenhum é feito com controle especial, são medicamentos mais leves.

Abaixo informamos alguns dos medicamentos disponíveis no mercado que são indicados para o tratamento da calvície feminina, veja quais são eles:

Finasterida: Esse remédio tem como função diminuir a queda dos fios, além de auxiliar no crescimento de novos. Indicado o consumo de um comprimido por dia;

Minoxidil: Esse medicamento auxilia no fluxo sanguíneo do couro cabeludo. Na verdade, ele está presente em uma solução que também funciona como remédio e deve ser aplicado diretamente no couro cabeludo todos os dias durante o banho;


Cetoconazol: Esse remédio combate os fungos presentes no couro cabeludo que também provocam a queda dos fios. Além disso, esse medicamento também combate a oleosidade que é uma das causas que provocam quedas no cabelo feminino.

quinta-feira, 6 de agosto de 2015

Solicitação de Declaração de Regularidade

A Declaração de regularidade (chamada de DRSCI) é um documento que comprova que o contribuinte está com situação cadastral regular e com seus recolhimentos em dia com a Previdência Social. Este comprovante pode ser facilmente emitido pela internet, através do site do Dataprev (Dataprev é a base de dados da previdência).

Solicitação de Declaração de Regularidade
(Foto: Divulgação) Solicitação de Declaração de Regularidade

Como Solicitação de Declaração de Regularidade pela Internet?


  • Acesse o site http://www5.dataprev.gov.br/DRSCI/faces/pages/index.xhtml
  • Acesse a opção 'Declaração' -> 'Emitir'
  • A tela seguinte solicitará que você preencha o número NIT - Número de identificação (CI, PIS ou PASEP) e o código de segurança.
  • Clique em 'Pesquisar'
  • O sistema redirecionará para a página informando a regularidade do contribuinte.



Caso existam pendências que necessitem de regularização para emissão da Declaração de Regularidade, o cidadão deve comparecer pessoalmente até alguma agência do INSS para solicitar esclarecimentos. Depois de realizado o acerto, esta declaração poderá ser emitida pela Internet.


Observação: Caso não seja possível que o cidadão compareça à agência do INSS pessoalmente, ele tem a opção de nomear um procurador para fazer tal requerimento.

Autenticando a declaração:

O documento emitido pode ter sua autenticidade comprovada através do seguinte site:

http://www5.dataprev.gov.br/DRSCI/faces/pages/drsci/consultarDRSCI.xhtml



É necessário informar o NIT, código de segurança, número da declaração e em seguida clicar em 'Pesquisar'.

Observações importantes:

1 - A DRSCI só pode ser emitida caso o cadastro do cidadão esteja devidamente atualizado.

2 - O sistema verifica os seguintes itens:
Se o contribuinte está inscrito há mais de doze meses, sendo necessário possuir no mínimo oito competências recolhidas neste prazo dos últimos doze meses.
Se o cidadão estiver inscrito há menos de doze meses, então será necessário possuir no mínimo dois terços das competências recolhidas no período.
Se a pessoa foi inscrita recentemente, deverá como requisito ter realizado o primeiro recolhimento sem nenhum atraso.
Não é permitida contribuição inferior ao salário mínimo.
Durante o período que o contribuinte estiver em gozo do salário maternidade ou auxílio-doença, a emissão da DRSCI não será permitida.   
A DRSCI terá validade de 180 dias a partir de sua data de emissão.
Uma nova declaração poderá ser emitida depois de decorridos 150 dias da emissão da anterior.


Ficou alguma dúvida?


Para obter mais informações ou sanar dúvidas, ligue para a Central de Atendimento do INSS através do número de telefone 135. Este serviço telefônico está disponível de segunda a sábado, no horário de 07:00 às 22:00 (horário de Brasília).

O atendimento da Previdência Social é gratuito e disponível para todo contribuinte. Ressaltando que, a ligação ao número 135 é gratuita para telefones fixos e telefones públicos, para ligações realizadas a partir de celular, é cobrada a tarifa de ligação local.



terça-feira, 4 de agosto de 2015

Como Consultar o FGTS com o CPF

O FGTS é um fundo de garantia que o trabalhador brasileiro tem direito, que visa protegê-lo no caso de uma demissão sem justa causa. Todo mês, a empresa contratante tem o dever de depositar o valor equivalente a 8% do salário do empregado, na conta da Caixa associada ao Fundo de Garantia do empregado.

Como Consultar o FGTS com o CPF
(Foto: Divulgação) Como Consultar o FGTS com o CPF

O trabalhador que possui o benefício do FGTS pode acompanhar toda movimentação do mesmo por meios de consultas disponibilizadas pela Caixa Econômica Federal (C.E.F).

Existem vários canais disponíveis para a realização da consulta FGTS. Uma forma que a Caixa oferece para o cidadão consultar o seu saldo de FGTS é utilizando o seu número de CPF, uma opção bem indicada para quem não tem em mãos o número do PIS/PASEP.


Consultando o saldo do FGTS utilizando apenas o CPF


Para fazer tal consulta usando apenas o número do seu CPF, é muito simples, basta ligar para a Central de Atendimento da Caixa no telefone 0800 726 02 07.

Este serviço é gratuito e funciona 24 horas por dia, a ligação pode ser realizada por celular. Nesta ligação, você deverá seguir todas as instruções da gravação, digitar o número de seu CPF e, logo em seguida, receber as informações referentes ao saldo do FGTS.

Esta opção é bem indicada para os casos em que o funcionário não dispõe do número do PIS no momento, uma vez que a consulta pela internet exige o número do PIS / PASEP.

É importante que o trabalhador acompanhe o saldo do FGTS e todas as movimentações relativas ao mesmo, visto que este é um direito do trabalhador, e todo mês deve ser depositado.

Outras formas para consultar o saldo do seu FGTS


1) Através de um extrato que é enviado para o endereço do trabalhador. Normalmente o extrato é enviado em um período de dois em dois meses.


2) Através do site http://www.fgts.gov.br/trabalhador/servicos_online/extrato_fgts.asp, onde existe uma opção chamada Consulta saldo FGTS. Para esta consulta é necessário informar o número do PIS/PASEP e também uma senha para acesso. No próprio site é possível cadastrar uma senha, caso o usuário ainda não possua a mesma.


3) Por meio do caixa eletrônico nas agências também é possível consultar o saldo do FGTS.


Mais informações?


Para obter mais informações sobre o extrato / saldo do FGTS ou outros assuntos relacionados ao mesmo, acesse o canal de perguntas e respostas, disponibilizado pela Caixa através do seguinte endereço eletrônico:

http://www.fgts.gov.br/perguntas/



quinta-feira, 30 de julho de 2015

Consultar CPF - Como Consultar CPF Grátis

O CPF é um documento muito importante para todo cidadão brasileiro, o CPF é como uma porta de entrada para adquirir diversos financiamentos, realizar empréstimos, fazer aberturas de contas, dentre outros benefícios / serviços básicos ao cidadão.

Consultar CPF - Como Consultar CPF Grátis
(Foto: Divulgação) Consultar CPF - Como Consultar CPF Grátis

Consultas podem ser realizadas para verificar o cadastro de uma pessoa física, verificando se a mesma possui restrições ou pendências financeiras. Deixamos aqui algumas dicas de como consultar CPF. Dicas de consultas pagas e gratuitas.


Consulta CPF Pessoalmente


A consulta pessoal pode ser realizada na CDL (Câmara de Dirigentes Lojistas). Na maioria das CDL's a consulta é realizada de forma gratuita, mas algumas cidades cobram para realizar tal procedimento.

Consulta SPC


O CPF pode ser consultado através da consulta SPC (Serviço de Proteção ao Crédito). Este serviço cobra uma taxa, que pode variar conforme o tipo de consulta. O SPC oferece a possibilidade de obter informações sobre inadimplência de pessoas e empresas, com o valor da consulta partindo de R$ 6,01. O plano de consulta pode ser escolhido através do site https://spcnet.com.br/planos-2.html.

Se o consumidor recebeu uma carta informando que o seu nome está registrado como inadimplente no SPC, o mesmo pode acessar o site https://servicos.spc.org.br/spc/controleacesso/autenticacao/notificacaoInit.action e digitar o CNPJ da empresa, e a senha de acesso informada na carta, neste caso o consumidor conseguirá visualizar suas pendências econômicas, sem custo.


Consulta SERASA


A Consulta SERASA oferece quatro tipos de consultas ao CPF:

· Pessoalmente em qualquer uma das agências Serasa (Gratuito)

· Via carta para Serasa Experian (Gratuito). Instruções para o envio de carta estão disponíveis neste site www.serasaconsumidor.com.br.

· Via procuração (Gratuito). Instruções sobre a procuração estão disponíveis neste endereço eletrônico http://www.serasaconsumidor.com.br/procuracao/.

· Pela internet, neste caso é cobrado um determinado valor. Neste site http://www.serasaconsumidor.com.br/acompanhe-ja-seu-cpf/ o usuário pode escolher um plano, fazer o seu cadastro e ter acesso ao ambiente online para realizar a consulta do CPF e gerar relatórios com a situação do mesmo.


Consulta Boa Vista Consumidor


Pelo site https://www2.boavistaservicos.com.br/consumidorpositivo/, o consumidor pode verificar sua situação cadastral no CPF.


No site, na página inicial, acesse a opção ‘Consulta Gratuita de CPF’.
Em seguida, clique na opção chamada ‘Consultar débitos em meu CPF’.
Logo após, escolha a opção ‘Quero me Cadastrar’.
Preencha todas as informações solicitadas e siga os demais procedimentos indicados no site, no final será gerada uma senha, o consumidor fará uso desta senha toda vez que acessar o site para verificar as pendências relacionadas com o seu CPF. Esta consulta é um serviço gratuito.

Consulta CNPJ Simples Nacional

O Simples Nacional (Sistema Integrado de Pagamento de Impostos e Contribuições das Microempresas e Empresas de Pequeno Porte) é um regime tributário que se aplica para as empresas de pequeno porte ou para microempresas. Este regime é baseado na Lei Complementar n° 123, de 2006, e se aplica para as empresas citadas anteriormente desde 01 de Julho de 2007. O seu objetivo é facilitar a forma de recolher contribuições das microempresas e das pequenas empresas.

Consulta CNPJ Simples Nacional
(Foto: Divulgação) Consulta CNPJ Simples Nacional

Uma microempresa é definida em resumo, como uma pessoa jurídica que tenha faturamento anual igual ou inferior ao valor de R$ 360.000,00. A empresa de pequeno porte por sua vez é uma pessoa jurídica que tenha faturamento anual igual ou superior ao valor de R$ 360.000,00 e inferior a R$ 3.600.000,00. Empresas que se enquadram nestes critérios podem usufruir do regime Simples de tributo.


A empresa que opta pelo Simples Nacional possui o registro CNPJ (Cadastro Nacional de Pessoas Jurídicas). O cidadão comum pode consultar CNPJ a qualquer momento se uma pessoa jurídica opta ou não pelo regime tributário do Simples Nacional.


Como consultar se a pessoa jurídica opta pelo simples nacional?

A consulta é disponibilizada pelo seguinte endereço eletrônico:

http://www8.receita.fazenda.gov.br/SIMPLESNACIONAL/aplicacoes.aspx?id=21



Neste site, para conferir se uma pessoa jurídica está associada ao regime do Simples Nacional, é muito simples, basta seguir os procedimentos indicados a seguir:



1) Informa o CNPJ que se deseja consultar (Colocar apenas números, desconsiderando hífens, barras, pontos ou outros caracteres especiais)

2) Informar os caracteres de segurança (Estes caracteres são códigos que verificam se quem está realizando a consulta é um humano ou um programa automatizado, garantindo a segurança do sistema)

3) Clicar em ‘Consultar’

Consulta CNPJ simples nacional
(Foto: Divulgação) Consulta CNPJ simples nacional


4) Na etapa seguinte, o site direcionará o usuário para uma tela que contém informações sobre a pessoa jurídica consultada. Esta tela exibe se a empresa é ou não optante pelo simples nacional. Além disso, informações como data da opção e nome empresarial são exibidas, dentre outras informações relacionadas com a empresa.


Esta consulta é gratuita, fica disponível 24 horas por dia e qualquer pessoa que tenha interesse pode fazer o acesso, bastando apenas possuir o número do CNPJ da empresa que se deseja consultar. Esta consulta permite que o cidadão verifique a situação atual de um determinado contribuinte do Simples Nacional. O acesso ao site é simples e rápido. É um serviço que visa deixar o usuário informado sobre a situação de uma empresa e a sua opção de regime tributário.